Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Reticências...

à descoberta do nosso mundo

Reticências...

"O uso de máscara é uma violação dos direitos humanos"

Há várias coisas das quais tenho medo. No entanto,2020 fez-me adicionar algumas à lista,sendo elas a ignorância humana e o movimento anti-máscara.

Comecemos pela ignorância.

Numa sociedade assustada,numa condição ultimamente vista há um século atrás,é normal que se acreditasse em tudo o que se dizia à cerca deste vírus quando primeiramente surgiu. Quando nem a ciência tinha a certeza do que estava diante de si,a população não envolvida nessa área ainda estava pior. Vi surgir teorias completamente absurdas (algumas só parecendo ter tido a sua origem após lsd),como "a criação deste vírus foi origem dos neptunianos reptilianos",e entre outras atrocidades. Primeiramente,go easy on the amanita,folks. Segundo,não  percebo sequer como é que discursos destes têm auditório.

Sobre a ciência e o conhecimento do vírus: "Ah, a OMS está sempre a mudar as características do vírus,relativamente à propagação em superfícies e no ar! Não sabem nada!"

Por um lado,sim,estão sempre a mudar. Dá incerteza? sim,dá claro. Mas há algo que tenho de esclarecer.

A ciência,em qualquer que seja o campo,assenta na base da dúvida. É a duvidar que se descobrem novos tratamentos,novos factos. Sendo assim,e perante algo novo,o que é descoberto irá mudar. A dúvida é o caminho para a base sólida.

Agora,quantos aos famosos anti-maskers.

Desculpem o vocabulário comum que irei utilizar: essa malta dá-me arrepios.

"O uso de máscara é uma violação dos direitos humanos"

Para quem não sabe,o uso de máscara não é obrigatório em doentes com problemas respiratórios,perante indicação médica.

Logo,"prejudicial para a saúde daqueles que não a podem utilizar" é descartado.

Falemos,agora,em violação dos direitos humanos em si.

Leitores deste post que concordam com a afirmação do título do artigo,por favor comentem abaixo a vossa justificação,que estou muito curiosa.

Vocês falam em "violação dos direitos humanos" porquê? Porque são obrigados a algo que protege a vossa saúde?

Por favor,poupem-me.

Violação dos direitos humanos,é andarem sem máscara. Violação dos direitos humanos é estarem contagiados e,por caprichos,contagiarem alguém. Essa pessoa pode morrer. E então,o vosso capricho é mais importante que isso? Que a vida de alguém? Então assim,não estamos a falar de direitos humanos,porque os direitos humanos são igualmente importantes,não se sobrepondo a outros.

Portanto,malta anti-máscara,vocês não estão a defender um direito humano. Estão a defender um ponto de vista com origem completamente leiga.

Não acreditem em tudo o que aparece na internet. E por favor,pelo vosso bem e pelo dos outros,usem máscara.

 

 

Covid-19,confinamento e Sku,o novo desporto radical nascido na Madeira

Estar confinada em casa há quase um mês,como muitos de vocês estão,põe-me a pensar nas minhas viagens realizadas o ano passado,algumas das melhores da minha vida.

Ora,note-se que hoje,dia 7 de Abril,precisamente há 1 ano,estava na maravilhosa ilha da Madeira em viagem de finalistas. Este evento levou-me a recordar um maravilhoso episódio passado nas muito planas ruas do Funchal.

Há aproximadamente 1 ano,acontecia algo maravilhoso: a criação de um belo desporto denominado de "Sku".

Sim,é o que vocês estáo a pensar.

Sim,não é só na Madeira.

Sim,na Madeira é tão radical que digo a verdadeira origem deste desporto é de lá.

Mas vamos à história.

Uma bela manhã,acordo e,tal como a meteorologia previra,chovia a potes. Note-se que a chuva da madeira não se sente igual à do continente. É mais tropical,pelo menos em Abril. Duas colegas minhas,na sua boa fé,verificaram que na cozinha já quase não havia pão e decidiram deslocar-se a uma padaria de modo a trazer pão fresco. Eu,com o meu desejo de sentir chuva tropical (sou uma pessoa muito sensorial,okay?),disse de imediato: "-Vocês vão sair? Vão sair para ir buscar pão?? Eu também vou!!". Nisto,ponho umas calças de ganga (que ainda por cima eram novas,silly me...),um casaco que não deixasse passar a chuva,calço as sapatilhas e vou.

Saímos de casa. Chove. Como diria o José Saramago, estávamos envolvidas por "uma movediça cortina das águas que desciam do céu fechado" -Mas sem a conotação negativa -, que transpirava e respirava uma aragem tropical e pura.

Descendo uma das ruas mais íngremes do Funchal - que tinha de ser logo a nossa - ,tínhamos as colunas arquiadas a 45º com a Normal (desculpem,mas neste momento só me consigo expressar fisicamente),de modo a não rebolarmos estrada abaixo.

Mas eu,que sou eu não é,desço a rua alegremente uns metros mais à esquerda que as minhas amigas. Nisto,o que acontece? Coloco o pé naquelas tampas que dizem "Câmara municipal...(do Funchal,neste caso).

Em qualquer dia normal,os pitons dessas tampas ofereceriam mais atrito do que o de uma estrada.

Mas não. 

Não sei se era a força de Atrito contra mim,ou se realmente as tampas referidas no Funchal são mais lisas que a estrada,mas ao pé a sensação foi de andar em gelo.

Já podem imaginar o que aconteceu a seguir.

E portanto,minhas senhoras e meus senhores,ocorreu nesse momento um acontecimento inédito,primordial,radical. O nascimento de um novo desposto: o Sku.

Resultante da junção do Ski com...pronto,fez-me protagonista principal.

Só sei que nunca desci uma rua tão rápido na minha vida. 

Só gostava de ter tido a perspetiva das minhas colegas,ao verem-me a descer a rua como o Mário Kart,mas sem o carrinho.

Adiante. Eventualmente,parei mais à frente,dei cabo das calças,dei cabo das mãos...tudo o que tinha estado em contacto com a superfície de abrasão.

Agora,se eu voltei para trás e fui para casa?

Não,fui ao pão na mesma.

Portanto,quando se queixarem das ruas de Coimbra - e note-se que eu reconheço que há algumas mesmooo íngremes e propícias para o desporto referido - ,lembrem-se das ruas do Funchal e,principalmente,de nunca porem o pé nas famosas tampas com "Câmara municipal de Coimbra" escrito.

 

Salvar o Bambino da PIF | Apelo

Olá :) Espero que tenham tido um Natal espetacular junto daqueles que mais amam.
Caros amigos da blogosfera,hoje venho aqui fazer-vos um apelo. Ontem há noite,estava eu no instagram,deparei-me com uma partilha feita por uma amiga no ig stories da história de uma menina cujo gatinho está a lutar para sobreviver. Foi-lhe diagnosticado PIF (peritonite infecciosa felina) e,infelizmente,não existe um medicamente oficial para o seu tratamento. No entanto,existe um medicamento experimental que,ao ser aplicado,tem tido vários casos de sucesso. Porém,a aplicação/tratamento com o mesmo é muito caro.
Por isso,a dona do gatinho criou uma página no go fund me (Está tudo discriminado em detalhe o que passou/passa com o gatinho lá,se quiserem saber mais em detalhe),assim como uma conta paypal,para aqueles que quiserem ajudar a salvar o Bambino ❤ 
E esse é precisamente o apelo que venho hoje aqui fazer-vos. Queria pedir-vos,quem pudesse e quisesse,para ajudarem o Bambino,nem que seja com 1€. Tudo conta e soma para ajudar o Bambino a ter uma vida saudável e feliz.
Obrigada,bem-haja e bom ano ❤

 

Instagram da dona do Bambino,Catarina Gomes
Twitter da Catarina

Alguns dos meus planos para este Verão | 2019

Hey!

DSC05090.JPG

Eu sei que não tenho estado muito ativa por aqui no blog. You know: fim da escola,exames,all that stuff. 

But I'm back! :)

Hoje venho falar-vos de alguns planos/coisas que quero fazer neste verão 2019.

- Aprender Norueguês

Como sabem,eu adoro línguas e descobrir a cultura de diferentes países. Já tentei aprendei alemão,mas como foi em período escolar,acabei por não ter tempo de terminar as lições do nível básico e fiquei-me por ali.

No entanto,este ano - aliás,este Verão - tenho uma nova meta: aprender norueguês.

Devido à dificuldade (aparente,pelo menos) da língua,acho que desenvolvi uma espécie de fascínio por ela. Therefore,I'm gonna challenge myself to learn it.

Nota: Querem que depois vos vá dando atualizações? :)

- Fazer uma photo wall no meu quarto

Sendo este um ano de grande mudança - hellooo,university - , faz-me refletir muito sobre todas as coisas que aconteceram este e em anos passados,o que eu fiz,momentos inesquecíveis,projetos,viagens. Queria,por isso,fazer uma parede de fotos no meu quarto que representasse e projetasse esses momentos.

Depois querem que vos vá mostrando o decorrer desse projeto? :)

- Scrapbook

Pela mesma razão que a parede de fotos. Ter algo material com memórias,eventos que decorreram descritos,fotos,bilhetes,um lugar onde colocar todos os elementos de viagens e projetos,por exemplo,que guardei dentro de uma caixa.

- (...)

A lot more still on the making! :D 

E então,quais são os vossos planos para este verão?

 

See ya soon,

Daniela

What makes your heart pound? - Katy who

What makes your heart pound?

That's the question I always ask all around the world,because we're not just united by airplanes,trains or the fact we're all on the same planet and see the same moon when we look up to the sky at night. We're all linked by our passions.

Therefore,and that being said,I decided to interview Katy,an amazing writer and photographer from England nowadays travelling upon her dreams up on a van about her passions and,of course,what it is like to live in the u.k.

katy's interview cover.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
*
 
1 - Who are you? 
 
My name is Katy and I work under the pseudonym "Katy Who", an accidental name that has become a part of my identity online. I am a 23-year old writer, photographer, adventurer, dog-lover and book-collector from Lancashire in England.

3.PNG

2 - How did you discover that photographing and writing were your passions? 

 
I think they were my passions before I even knew they were. Growing up, I wanted to be many things, including a vet, an actress, a singer, a police detective and so many other things. It was only a little later in life, in my mid-to-late teens, that I discovered that the little poems I wrote, the stories that lived in my head and the narratives I created with a camera were talents. Once I realised that, it felt natural to pursue them. Even through all of this, I never really expected to be able to forge a career from writing or photography, and up until about 18 months ago, I was still intending to study for a PhD, and then to research and lecture in universities. Fate had other ideas and I found myself unable to secure funding to study for another three years, and then I was unable to secure a full-time job using the skills I'd learned from my English Literature bachelors and masters degrees. Those set-backs opened up opportunities I would never have seen if I had been successful in the routes I originally planned for myself
 
3 - I believe you're writing a fantasy novel. How did you find out that genre was the perfect one for you? 
 
I am! I mainly read fantasy novels, or novels with a magical or fantastical theme within them. It's a genre I love to read about and that translates to the subjects I like to write about, too. My subjects are always whimsical, I love to write about daring adventures and windswept landscapes, I am fascinated by the many forms magic can take within literature and writing within a world where anything and everything is possible is completely addictive. I read and I write for the same purpose: to escape reality and nurture my imagination. The fantasy genre, for me, is the ideal place to exist both as a reader and a writer. That isn't to say however that I won't venture away from that genre for some of my novels... I already have a solid idea for a contemporary adventure-romance YA novel, and I'd love to break into the historical genre as well. I've always thought that one day I'd write a story about a trailblazing viking or maybe rewrite an old film like Calamity Jane but give it a modern, feminist twist. 

20160915_124439.jpg

5.PNG

 
4 - How do you do deal with writer's block? 
 
This is an interesting one, as of course writer's block happens to the best of us. However, one of my all-time favourite authors, Philip Pullman, once said: "Habit has written more books than talent ever has". That has resonated with me ever since I read it. It means that the simple act of sitting down to write, even for 15 minutes or an hour, every single day, is the best way to combat writer's block. If your brain is in the habit of producing words, then it will continue to find those words, even when you think you're struggling. I often find that writing something entirely different from my Work In Progress (WIP) novel, whether it's a poem or a little character study, helps my brain reengage with the creative process needed to continue my work. If that doesn't work, I get away from my desk, I head out for a walk in nature, and then I come back and read a book by an author I admire. 

6.PNG

 
5 - What inspires you?
 
Nature, folklore, fairy tales, adventure/travel, dusty bookshops, open roads, Pinterest boards filled with gorgeous pictures, mythology, birdsong, movie soundtracks, traditional celtic music, and so many other things! 

1.PNG

 

6 - So, I know that you live in England. Does the country you live in inspire you in some way? If so, which/how? 
 
I do! Home is the northwest of England (or, it was. I'm currently down south converting a big old van into a campervan with my boyfriend and we'll be living in that, all over the UK and Europe for the next few years!). The UK has always inspired me greatly though, more so than anywhere else actually. The diversity of landscapes here is just absolutely stunning. There are thick forests, rugged coastlines dotted with lighthouses, sky-reaching mountains and glittering lakes. Scotland, especially, inspires me greatly. When I settle in a home of my own, there is nowhere else I can imagine myself living. Also, the UK has some fascinating history, heritage and folklore. You can wander around a lake in North Wales where King Arthur's sword, Excalibur, is supposed to be. There is a body of water in Derbyshire that is said to be home to a mischievous mermaid or "water-nymph". The Isle of Skye in Scotland is home to both the Fairy Pools and the Fairy Glen. And there are mystical stone circles just about everywhere, that are steeped in mystery and surrounded by tales of the druids. There really is a landscape or a historical monument to capture the imagination of anyone.

20170608_141451.jpg

 

7 - Speaking of England,I have some readers which are really curious about  living there or in the uk in general. Therefore,I'd like to ask you: what's it like? 

 

As you can probably tell, I really love living in the UK in general. There is so much to see here, so many adventures to have. I have yet to visit many of the Scottish Isles, or any of the East Coast of England, and I've lived here my whole life. I would recommend it wholeheartedly! But, and this is quite a big problem at the moment, Brexit is proving challenging for many of us. Until that is resolved, it is hard to say whether the UK would be the best place to live for everyone. :-( Hopefully it can be resolved and the UK can remain a lovely, friendly and desirable place for people from all walks of life!
 
____ 
 
Thanks,Katy!
 
What about you? What makes your heart pound? Where are you from? :)
 
Katy's instagram | Katy's blog

Bedroom decor ideas for 2019

blog icon 4.PNG

 

Com 2019 já presente há 13 dias,uma pessoa começa um processo de reflexão sobre este ano.

Há quem lhe chame "preparação para 2019", "definição de metas para o ano novo"...

Nomes há muitos,mas a base é a mesma: Reavaliar as nossas prioridades,estabelecer objetivos para este ano e prepararmo-nos para as mudanças previsíveis. 

Vá,digam-me lá. Toda a gente é atingida por esta brisa fresca de novidade, por estas 365 (agora 352) páginas em branco por escrever,não é? Exatamente.

Tenho reparado que muita gente canaliza esta vontade e energia para tranformação e transmissão da mudança psicológica em mudança física: Remodelações. 

É aplicado o seguinte lema:

Clean space,clear mind.

ou,neste caso,

New space,new mindset.

Por isso,e para vos ajudar na decoração para a remodelação e consequente nascimento de um ambiente fresco e totalmente novo,hoje trago-vos ideias baseadas em variados temas para quartos.

/

With 2019 already here for about 13 days,one starts a reflexation process about this year.
Some call it “ 2019 prep”,others “setting goals for the new year”…
There all A LOT of names,but they all are based on the same thing: Reevaluating our priorities,estabillishing goals for this year and prepping for expected changes.
Comme on,tell me. Everyone gets struck by this fresh novelty breeze,by these 365 (now 352) white pages waiting for us to write on,isn’t it? Exactly.
I’ve been noticing that lots of people channel this will and energy to the tranformation and transmission of the psicological change into physical change: Remodeling and renovations.
Here we behold the following motto:


Clean space,clear mind.


or,in this case,


New space,new mindset.


Therefore,and to help you on the decor for the renovation and birth of a fresh and totally new environment,today I have some ideas based on various themes for bedrooms.

 

*

Take me to Hawaii

c1213860bbfab323124923b7b2df3a98.jpg

d5d79a0e71763756d9a6dbf695f57aef.jpg

ca43efc2310a4084565657f42dadf3fb.jpg

 

"Plant your own garden and decorate your soul"

14f69286eb215d5659c6641f06fcc9c4.jpg

8d2fcb786d3233109006b4cc6b8777e3.jpg

97ea7d835a7eaf93490278b8fa6704ef.jpg

7ebcc3e40362a642f4e191a4a1d227ea.jpg

Bohemian

ff3676828a0ee3a7b8cfc40246878b21.jpg

36b51ea716d29afb5b9b9c1ce7b97531.jpg

af64a3ac5fc73c5aa8fdc3052a4a05d6.jpg

57472b8a98c3b1e070510c6d4bf37cd0.jpg

a8bc1589c4558449fc813de8df7081c7.jpg

____

 

E vocês,já mudaram alguma coisa no vosso espaço? :)

/

What about you? Have you already changed anything on your space? :)

 

See ya soon,

Daniela

Vamos ganhar inspiração para cozinhar? | Verde & Saudável

Vamos ser muito honestos aqui: Meus amigos que por cá andam na blogosfera,quantas vezes é que se sentiram inspirados,mas verdadeiramente inspirados para cozinhar este ano?

Não,não estou a falar de um mero e efémero sentimento de "Hum,hoje apetece-me petiscar qualquer coisa". Está aqui a ser posta em questão a vontade fugaz de criar uma refeição,experimentar,brincar com a capacidade de transformação dos alimentos,combinação de sabores,propriedades biomoleculares possíveis e imaginárias.

Pois. É. Eu também não.

Contam-se pelos dedos a minha vontade de o fazer,que de vontade não passa. 

Mas meus caros leitores do outro lado do ecrã,hoje é o dia em que mudamos este nosso hábito unidirecional e procrastinador. É hoje!

Apresento-vos duas pessoas especiais que descobri devido à existência da internet. Ambas youtubers e bloggers e, embora separadas por aproximadamente 1700 quilómetros,o seu amor pelo veganismo e pela confeção aproxima-as: Sadia Badiei,autora da plataforma Pick Up Limes e nutricionista especializada na área de dieta humana (não,não é naquilo de perder peso,mas sim no ramo e âmbito da nutrição e alimentação humanas),e a Francisca,autora do Green Delights,licenciada em biologia e a realizar atualmente um mestrado em bioquímica.

Se estiverem sem inspiração para preparar uma refeição,com a vantagem desta ser saudável e vegan,aconselho-vos a darem uma espreitadela a estes dois cantinhos. Vão ver que vão logo querer agarrar em tachos e panelas e cozinhar pelo dia fora!

Capturar3.JPG

 

projeto-do-fundo-do-dente-de-leao_1053-512.jpg

 

gd.JPG

 

_______

 

E vocês? Já conheciam estas bloggers/youtubers? Têm mais alguma sugestão? Contem-me tudo! :)

 

See ya soon,

Daniela

 

Ps: Sadia e Francisca,que tal umas dicas de food photography aqui para a maltinha? :P

A autora

Daniela | Estudante de Ciências Farmacêuticas,amante de música,fotografia,e de tudo o que envolve as artes

Mais sobre mim

foto do autor

Instagram

Here's more! :)

Blogs Portugal

Calendário

Novembro 2020

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Bloglovin'

Follow